EMESP

MENU

Intercâmbio Santa Marcelina Cultura & Juilliard School

10 de outubro de 2018

A Santa Marcelina Cultura, com apoio do Consulado Geral do Estados Unidos em São Paulo, dá continuidade ao programa de intercâmbio com a Juilliard School em 2018. O saxofonista e professor do conservatório norte-americano Bruce Williams volta ao Brasil acompanhado por grupo de alunos do departamento de Jazz da Juilliard School para uma nova imersão nas diferentes vertentes da música popular brasileira.

Na próxima semana, entre os dias 15 e 18 de outubro, os músicos vão participar de uma agenda intensa de atividades artístico-pedagógicas, que englobam aulas, workshops, jam sessions e que tem por objetivo proporcionar aos alunos contato com diferentes ritmos como gafieira, choro e samba, e também com os professores da EMESP Tom Jobim. A programação contempla também no final da semana, dia 19, um concerto didático no Polo CEU Rosa da China do Guri, com a participação do Septeto EMESP – grupo de alunos selecionados para participar do intercâmbio em 2018. Após uma semana de atividades no Brasil, a comitiva norte-americana volta para os Estados Unidos na companhia do Septeto EMESP e do professor Josué dos Santos para dar prosseguimento ao intercâmbio em Nova York.

A parceria entre a Santa Marcelina Cultura e a Juilliard School se fortalece ano a ano e cumpre seu objetivo de promover o intercâmbio de estudantes e professores norte-americanos e brasileiros. O projeto de cooperação é o único mantido pelo conservatório com uma instituição da América do Sul, devido ao interesse da direção da Juilliard no trabalho sociopedagógico que a Santa Marcelina Cultura desenvolve nos dois programas – EMESP Tom Jobim e Guri Capital e Grande São Paulo – e, também, na formação em música popular brasileira. Em contrapartida, a organização social tem trazido especialistas de diversas áreas da música erudita e do jazz do conservatório norte-americano, tido como um dos principais centros de excelência no mundo.

Alunos da EMESP e da Juilliard School tocando juntos no Museu da Casa Brasileira em 2017 | Heloísa Bortz