EMESP

MENU

Orquestra Jovem lança assinatura para temporada 2019

10 de dezembro de 2018

A Orquestra Jovem do Estado de São Paulo comemora 40 anos em 2019 e anuncia uma novidade: a venda de assinaturas para a temporada na Sala São Paulo com preços acessíveis e opção de pacote no valor de meia-entrada. Serão realizados nove concertos, entre os meses de fevereiro e dezembro, com participação de nomes importantes da música clássica do Brasil e exterior, tanto como regentes quanto como solistas, dividindo o palco com os 90 bolsistas da Orquestra. O repertório compreende, predominantemente, a música da passagem do final do século 19 e seus desdobramentos no século 20, e visa proporcionar aos jovens instrumentistas vivências em diferentes escolas do fazer musical, passando principalmente pela música contemporânea.

Os concertos na Sala São Paulo ocorrem aos sábados e domingos, sempre às 21h e 16h, respectivamente.  O programa de assinaturas garante o ingresso para todas as apresentações e a venda começa a ser feita no dia 10 de dezembro. O pacote custa R$ 256,50 (inteira) e R$ 128,25 (meia), fixo para todos os setores.

Veja como assinar: emesp.org.br/assinaturas

Temporada 2019

Sob a regência de seu diretor musical e maestro titular Cláudio Cruz, a Orquestra recebe para a abertura da temporada, no mês de fevereiro, o renomado Quarteto Carlos Gomes, formado pelo próprio Cruz e Adonhiran Reis (violinos), Gabriel Marin (viola) e Alceu Reis (violoncelo), além do pianista Nahim Marun. No programa, obras de Edward Elgar, Benjamin Britten e Leos Janácek.

Em abril, é a vez de um programa vanguardista sob a batuta do regente francês Bruno Mantovani, diretor do Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris, e participação do pianista e professor da instituição francesa, Denis Pascal. O repertório reúne obras de Ravel, Debussy, Dutilleux e Varèse, e integra a parceria de intercâmbio que a Santa Marcelina Cultura mantém com o conservatório.

Nos meses seguintes, Cláudio Cruz retorna à batuta. No programa de maio a Orquestra Jovem toca Strauss, Villa-Lobos e Aaron Copland, de quem o clarinetista Ovanir Buosi, solista convidado, interpreta o Concerto. Em junho, junto com o Coral Jovem do Estado, outro grupo artístico ligado à EMESP Tom Jobim que também celebra 40 anos em 2019, é apresentado um repertório todo dedicado a Claudio Santoro, em comemoração aos 100 anos de nascimento do compositor, com Interações Assintóticas, a Missa a Seis Vozes, e a Sinfonia nº 9.

Abrindo o segundo semestre, em agosto, a Orquestra Jovem faz a première de uma obra encomendada especialmente ao compositor brasileiro Rodrigo Lima, reforçando o compromisso do grupo com a música contemporânea e, principalmente, valorizando o trabalho dos autores vivos. Obras de Debussy e Fauré completam o programa, junto com o Concerto para Violino, que será interpretado pela jovem sul-coreana Jiyoon Lee, solista convidada do programa. Outro convidado especial da temporada é o maestro Fabio Mechetti, titular e diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Pela primeira vez à frente da Orquestra Jovem, ele comanda o grupo no concerto de setembro que terá obras de Barber, Mozart e Shostakovich.

Em outubro é a vez do maestro norte-americano Ira Levin, mundialmente aclamado pela sua versatilidade musical, que recentemente dirigiu duas montagens operísticas do Theatro São Pedro: Kátia Kabanová, de Leos Janácek (2018) e o programa duplo Pulcinella/Arlecchino (2017). No repertório, Gustav Mahler, Alban Berg e Richard Strauss.  No programa de novembro, duas peças voltadas ao público infantil, Guia dos Jovens para a Orquestra, de Benjamin Britten, e Aprendiz de Feiticeiro, de Paul Dukas. E para encerrar a temporada, o grupo interpreta a Sétima Sinfonia de Mahler, em dezembro.

*Programação sujeita a alteração.