fbpx

EMESP

MENU

Coral Jovem do Estado

O repertório eclético e o dinamismo das apresentações do Coral Jovem do Estado refletem uma proposta artístico-pedagógica que vai além do canto. Pensado de forma a desenvolver integralmente as habilidades dos bolsistas, o projeto trabalha não apenas a voz humana, mas também questões adjacentes de performance e interpretação vocal, como expressão corporal e sensibilidade musical.

Reestruturado em 2015, com a chegada do regente titular Tiago Pinheiro de Souza e da preparadora vocal Marília Vargas, o Coral Jovem estabeleceu um importante tripé artístico. Além do fundamental repertório lírico, o grupo passou a explorar a música antiga e a música popular – incluindo a criação de um núcleo de música popular dentro do coral.

Essa diversidade – aliada à oportunidade de transitar do canto barroco ao popular, ao lado de renomados solistas, arranjadores e grupos – proporciona aos jovens cantores uma formação de maior abrangência técnica e intelectual, transformando-os em artistas capazes de explorar seus corpos e vozes de forma mais criativa e precisa.

Tiago Pinheiro de Souza, regente
Graduado clarinetista, especializou-se em canto na Berklee College of Music. Dirigiu o grupo Beijo do Coralusp que, nas décadas de 80 e 90, investiu na pesquisa de interação cênica-musical em seus espetáculos e realizou parcerias com artistas como Marlui Miranda e Gilberto Gil, além de registros fonográficos e turnês nacionais e internacionais. Foi solista em diversas obras sinfônicas, entre as quais: Carmina Burana de C. Orff e Paixão segundo São João de J.S.Bach. Integrou o coro da OSESP entre 2000 e 2001. Foi regente titular do Coral Paulistano do Teatro Municipal de São Paulo. É regente titular do Coral Jovem do Estado desde fevereiro de 2015, quando iniciou uma reformulação artística no grupo.

Marília Vargas, preparação vocal
Uma das mais ativas sopranos brasileiras de sua geração, formou-se na Schola Cantorum Basiliensis (Suíça) e obteve o Konzert Diplom na classe de Christoph Prégardien, no Conservatório de Zurique (Suíça). Tem sido professora convidada de importantes festivais de música e universidades do Brasil e do mundo. Seus dois álbuns solo Todo amor desta terra e Tempo breve que passaste: Modinhas Brasileiras estão esgotados. Marília Vargas é também professora de Canto Barroco da EMESP Tom Jobim, preparadora vocal do Coral Jovem do Estado e professora da Oficina de Música Barroca da Escola Municipal de Música de São Paulo.