EMESP

MENU

Zé Luiz Mazziotti

Nome: Zé Luiz Mazziotti

Disciplina: Prática de Conjunto

Atividades Artísticas: Cantor paulista de Rio Claro, começou sua carreira em 1966, no grupo vocal Canto4, que venceu o Festival da TV Record daquele ano interpretando “São São Paulo Meu Amor”, de Tom Zé. Na década de 70 passou a atuar na noite paulistana, cantando em diversas casas noturnas, como Jogral, Igrejinha, Casa Forte e Flag. Por volta de 76 entrou no mercado de jingles, através da produtora Zurana, que contava com nomes como Djavan, Ivan Lins, Marcos Valle e outros. Mais tarde muda-se para o Rio de Janeiro e participa do Projeto Pixinguinha, cantando ao lado de mitos da MPB como Elizeth Cardoso, Ângela Maria, Zezé Gonzaga e Jamelão. Em 1979 grava seu primeiro LP, “Zé Luiz”, pela Continental, com arranjos de Gilson Peranzzetta e Dori Caymmi e participação de Nana Caymmi. O segundo disco vem em 1981, “Sinais”, pelo selo Independente. Três anos depois é a vez de “…E o Amor Falou”, LP lançado pela Pointer e produzido por Nana Caymmi. Na segunda metade da década de 80 passa anos radicado na França, onde participa de festivais de jazz e canta ao lado de artistas brasileiros. O primeiro CD vem em 94, “Zé Luiz Mazziotti” (Perfil Musical), com produção da cantora Leny Andrade. Como produtor, trabalhou em discos de Eduardo Conde (“Íntimo”), Pedro Paulo Castro Neves & Michel Legrand, Cauby Peixoto (“Cauby Canta Sinatra”)e de Lucinha Lins sobre a obra de Sueli Costa com arranjos de Gilson Peranzzetta. Lança em 2000 “Pra Fugir da Saudade” (Jam) juntamente com a cantora Célia, dedicada ao repertório de Paulinho da Viola. Em 2001 faz shows com Rosa Passos, Fátima Guedes, e se apresenta na Venezuela e Costa Rica. Em 2002 lança o cd  “Mazziotti canta Chico”, dedicado à obra de Chico Buarque. Durante os últimos anos, Zé Luiz Mazziotti faz show por todo o Brasil, notadamente em Brasília, Curitiba e Fortaleza, com vários nomes da musica popular brasileira. Nos seus 40 anos de carreira festejou a data em Brasília, no Teatro dos Bancários e tendo como convidada especial a cantora Rosa Passos, e fez o mesmo show em São Paulo no Sesc Pompéia, tendo como convidadas as cantoras Célia e Fátima Guedes. Em 2009 ingressou na EMESP, Escola de Música do Estado de São Paulo, aonde dá aulas de interpretação do canto popular e de prática de conjunto. Dias 21 e 22 de novembro de 2014 se apresentou no Auditório Ibirapuera com a Orquestra Jazz Sinfônica, na comemoração de 100 anos de Lupicínio Rodrigues, com arranjos e participação especial de Gilson Peranzzetta, e coma regência do maestro Fábio Prado. Atualmente faz shows pelo Brasil e ministra seu curso de Interpretação no Canto Popular, em Belém, Curitiba, São Paulo, Londrina e outras cidades.