EMESP

MENU

Orquestra Jovem do Estado | 9º Prêmio Ernani de Almeida Machado

25 de novembro de 2020

A Santa Marcelina Cultura e Machado Meyer Advogados anunciam uma novidade para a nona edição do Prêmio Ernani de Almeida Machado: a criação da categoria Maria Vischnia, voltada exclusivamente para as jovens instrumentistas da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo. No valor de R$ 32 mil, a premiação será destinada para a bolsista de maior destaque. A iniciativa é uma ação afirmativa que visa contribuir para a promoção da equidade de gênero e para o desenvolvimento musical das alunas.

O anúncio dos vencedores do 9º Prêmio Ernani de Almeida Machado será feito no concerto da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, grupo ligado à EMESP Tom Jobim, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, no dia 06 de dezembro, domingo, às 16h, na Sala São Paulo. Com patrocínio do Machado Meyer Advogados, a premiação contempla uma bolsa de R$ 100 mil para o aperfeiçoamento dos estudos no exterior e outras quatro no valor de R$ 22 mil cada visando aprimoramento, ou a aquisição de instrumentos, além dos R$ 32 mil da categoria Maria Vischnia.

Sob regência de Cláudio Cruz, a Orquestra Jovem do Estado interpreta a peça Ponteio, do compositor brasileiro Gilberto Mendes, Os pássaros, de Ottorino Respighi e para encerrar Music for the Royal Fireworks, de Georg Friedrich Händel.  O concerto será também transmitido pelo canal de YouTube da EMESP Tom Jobim.

HOMENAGEM 

O nome da nova categoria do Prêmio Ernani de Almeida Machado é em homenagem a Maria Vischnia que foi a primeira professora de violino do Departamento de Música da USP, primeira coordenadora da Universidade Livre de Música (atual EMESP Tom Jobim) e ainda atuou como primeiro violino do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e como spalla da Orquestra Jazz Sinfônica.

O Prêmio Ernani de Almeida Machado é uma iniciativa da Santa Marcelina Cultura e do Machado Meyer Advogados. Desde 2012, quarenta bolsistas da Orquestra Jovem do Estado já foram premiados.  São vários os exemplos de bolsistas que conseguiram ingressar nos melhores centros de formação musical do mundo.

Os vencedores foram aprovados em conservatórios como o Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris, Conservatório de Amsterdã, o Mozarteum de Salzburgo, na Áustria, Conservatório de Colônia, na Alemanha, entre outros. O vencedor da primeira edição, por exemplo, foi o primeiro percussionista brasileiro aceito para o mestrado no Conservatório de Paris e já concluiu sua especialização.

O Prêmio Ernani de Almeida Machado se constituiu em um importante estímulo para os bolsistas poderem aspirar novos horizontes em suas carreiras e, ao mesmo tempo, abre portas para o desenvolvimento musical.

PRÊMIO ERNANI DE ALMEIDA MACHADO (2012 – 2019)

8 edições realizadas

40 bolsistas contemplados


Vencedores das edições anteriores 

2019

Erick Venditte dos Santos (trompete) -> Hochschule Der Künste Bern (Berna/Suíça)

Thiago Sandoval (clarinete)

Guilherme Marques Caldas (viola)

Guilherme Peres (violino)

Lucas Martins Pedro (flauta)

2018

Bruno da Silva Ghirardi (clarinete) -> Conservatório de Colônia (Alemanha)

Diego Adinolfi (violino)

Jean Arthur (flauta)

Marina Caputo (violino)

Saulo Roberto (contrabaixo)

2017

Marcus Vinicius de Oliveira Figueiredo da Silva (contrabaixo) -> Royal Northern College of Music (Manchester)

Guilherme Santana (viola)

Alexandre Pinatto (violino)

Jonatas Oliveira Carmo (clarinete)

Jamile Costa Destro (violino)

2016

Gustavo Nunes Juventino (clarinete) -> Academia Nacional Superior de Orquestra (Lisboa)

Filipe Dos Santos Esteves (clarinete)
Jean Arthur Medeiros da Silva (flauta)
Lucas de Oliveira Espindola (trompete)
Luis Abelardo Chávez Quispe (fagote)

2015

Filipe dos Santos Esteves (clarinete) -> Conservatório Della Svizzera Italiana (Lugano, Suíça)

Ariane Rovesse (clarinete)

Jean Arthur da Silva (flauta)

Johann Cardoso (trompa)

Renan Gonçalves (violino)

2014

Guilherme Afonso de Moraes Silva (violoncelo) -> Mozarteum de Salzburg (Áustria)

Filipe dos Santos Esteves (clarinete)

Johann Cardoso Marianno Pereira (trompa)

Matheus de Souza Carmo Posso (violoncelo)

Sandra Daniela Mora Valenzuela (percussão)

2013

Lucas Bernardo da Silva (violino) -> Conversatório de Amsterdã (Holanda)

Layla Köhler Baratto (oboé)

Ariane Rovesse de Alencar Freitas (clarinete)

Matheus Silva Mello (violoncelo)

Rafael do Nascimento Figueiredo

2012

Rubens Celso Lopes Filho (percussão) – Conservatório Nacional Superior de Música e Dança de Paris (França)

Lucas Bernardo (violino)

Gabriel Takano (contrabaixo)

André Ramos (fagote)

Filipe dos Santos Esteves (clarinete)