EMESP

MENU

Grupos Artísticos

A EMESP Tom Jobim mantém um eixo de difusão artística complementar às atividades de formação, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento dos alunos e criar uma ponte entre o aprendizado e a profissionalização. O eixo é composto por quatro grupos artísticos, são eles: Banda Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Estado e Orquestra Jovem Tom Jobim.

Banda Jovem do Estado

Em mais de 25 anos de atividades, a Banda Sinfônica Jovem do Estado equilibra em seus programas o repertório tradicional de banda sinfônica com arranjos de peças eruditas, composições populares e concertos temáticos, sob a batuta da maestrina Monica Giardini. Com uma proposta que proporciona vivência pedagógica e prática artística versátil aos bolsistas, a Banda os prepara para a rotina profissional.


Coral Jovem do Estado

Com mais de 40 anos, o Coral Jovem do Estado desenvolve as habilidades dos bolsistas integralmente. A proposta artístico-pedagógica do grupo abrange questões adjacentes de performance e interpretação vocal, como expressão corporal e sensibilidade musical. Sob a regência de Tiago Pinheiro de Souza e preparação vocal Marília Vargas, o coro estabeleceu um importante tripé artístico. Além do fundamental repertório lírico, passou a explorar a música antiga e a popular.


Orquestra Jovem do Estado

Referência tanto por seu bem-sucedido plano pedagógico, quanto por sua cuidadosa curadoria artística, a Orquestra Jovem do Estado é sinônimo de excelência musical no Brasil. Há mais de 40 anos contribui para o aprimoramento técnico e artístico dos bolsistas que a integram, ajudando-os a se prepararem para a vida profissional. Sob a direção musical do maestro Cláudio Cruz, o grupo já tocou nos principais palcos e festivais do Brasil e do mundo, com a participação de renomados solistas, gravou CDs e recebeu prêmios. Em parceria com a Machado Mayer Advogados, realiza o Prêmio Ernani de Almeida Machado desde 2012.


Orquestra Jovem Tom Jobim

Dedicada especialmente à música popular brasileira orquestral, a Orquestra Jovem Tom Jobim tem uma sonoridade particular. Desde 2001, sob a regência de Nelson Ayres e Tiago Costa, o grupo interpreta obras tradicionais de grandes compositores nacionais, com especial dedicação à obra de Tom Jobim, e arranjos concebidos especialmente para o grupo. Toda sua programação, da escolha de repertório à dinâmica de ensaios, é realizada pensando na formação dos bolsistas, para proporcionar não apenas um aprimoramento técnico e estilístico, mas um conhecimento profundo do fazer musical.


Big Band da Orquestra Jovem Tom Jobim

A Big Band é um desdobramento da Orquestra Jovem Tom Jobim. O grupo foi criado em 2019 com o objetivo de explorar obras de grandes nomes da cena jazzística e da música brasileira, e expandir as experiências artísticas dos bolsistas. Assim como na Orquestra, os maestros Nelson Ayres e Tiago Costa se revezam na regência da Big Band.